O diagnóstico de proficiência lingüística para funcionários com cursos patrocinados é realizado sob demanda, na empresa ou de forma remota, tanto no Brasil como globalmente. Este mapeamento estratégico proporciona indicadores seguros, precisos, padronizados e imparciais da proficiência e evolução no aprendizado de cada colaborador em curso .

Muito mais do que apenas testes que avaliam habilidades receptivas (gramática/vocabulário e compreensão), os diagnósticos no idioma inglês da BIRD GEI são 360º e avaliamos a competência lingüística sob todos os aspectos, incluindo as habilidades produtivas (redação e entrevista oral), e em todos os contextos: pessoal, profissional, cultural e social.

favicon_2 RESPEITO À INDIVIDUALIDADE
Os testes são desenvolvidos por uma equipe multidisciplinar de acordo com o conceito “think globally, act locally”, que respeita os fatores culturais peculiares dos candidatos brasileiros.

favicon_2 CONFIABILIDADE
Os testes são submetidos a altos requisitos quanto aos critérios de independência e clareza. Nossos examinadores/consultores recebem treinamento e formação continuada em seminários realizados de forma centralizada e descentralizada. Todos estes cuidados nos permitem atingir um alto grau de confiabilidade e a margem de erro – sempre presente em qualquer teste – é mantida dentro de limites aceitáveis, muito estreitos.

favicon_2 PERSONALIZADO
A estrutura da avaliação aplicada em cada empresa é desenvolvida sob medida e definida em conjunto com o RH. Os testes são realizados sob demanda, na empresa ou de forma remota, e é o RH quem determina a mídia, o local e as datas.

favicon_2 MÍDIA 
Os testes podem ser realizados em mídias diversas: Internet, Intranet, impresso, presencial ou remoto.

favicon_2 E2B – EDUCATION TO BUSINESS
Além do relatório de diagnóstico de proficiência lingüística, cada candidato avaliado também recebe um passaporte lingüístico e ferramentas de desenvolvimento pessoal tais como o Manual E2B – Education to Business – e o Auto Assess.

CONSELHO EUROPEU

A BIRD GEI segue o padrão do Conselho Europeu para idiomas adaptado para o mercado brasileiro. Desenvolvido através de um processo de pesquisa científica, o “Common European Framework of Reference: Learning, Teaching, Assessment” proporciona uma ferramenta prática para descrever os níveis de proficiência linguística exigidos pelos padrões existentes, testes e exames, de forma a facilitar a comparação entre diferentes sistemas de qualificação à nivel internacional.